Saturday, February 16, 2008

Untitled

Sonhos que pendem...
em suaves cataratas...
de neve, sangue e mel...

Sonhos que miram horizontes invisíveis...
em suaves linhas...
de chocolate, carne e menta...

Sonhos que giram em torno dum sol...
em leves órbitas...
de seda, cabelos e aço...

Uma harmonia chaotica...
Em torno dum mundo de insanidades bestiais...
Dentro dum reino de amor que não existe e dum ódio que persiste na sua expansão...
Rodando em torno dum sol perfeito e velho, esvanecendo em horizontes invisíveis, imperceptíveis pela sua luz, e deles pendendo sonhos...
Em suaves cataratas...
De neve, sangue e mel...

神電,1日2月2008年

1 comment:

Francisco Maia said...

estou farto desses sonhos..