Saturday, April 7, 2007

O silêncio

Tique… taque… tique… taque…
E o momento é quebrado…

É estranho pensar em algo quase impossível…

Tique… taque…

Os minutos contam a hora final…
Em que tudo aquilo que vai acontecer nunca mais acontece

Tique… taque…
“Nunca digas nunca…”

Tenta-se indicar uma leitura sem som
Mas o relógio teima em quebrar o momento

Que eu quero…

Uma pequenina sala onde se isola uma única coisa
Algo que não faz tanto barulho como o relógio…

Tique… taque…

Isolada se vê só
A solidão abandonada…
Num momento que tanto o relógio, como tudo, o podem quebrar
E esta liberta-se num pranto…
Que nem o silêncio consegue ouvir ou consolar…

Didacus, 4 de Abril 2007

3 comments:

MadHatter said...

Um poema À solidão....gostei! Ao menos tens bom gosto ;)

EnEmY said...

tique taque tique taque
gostei...
tique taque tique taque^^
Tu tens geito... :D

SUPER said...

Eu por vezes tambem me sinto assim... parece que vejo o tempo a passar e nada, no entanto parece que o tempo para e eu no mesmo sitio... Acho que por vezes é bom reflectir acima de tudo e apreciar todos os momentos, mas acima de tudo agir, tomar decisoes, be a litle insane...

Be Unique!